Projeto A Voz do Gago

Amigos, peço a atenção de todos para esse assunto, pois trata-se de um projeto pessoal, mas que existe em prol de pessoas que gaguejam, acredito que essa seja a ponta da lança do projeto. Conheço Daniel e ele é nosso paciente do ambulatório de fluência da UFRJ. Apoiamos o projeto A Voz do Gago. Um forte abraço em todos e muito obrigada pela atenção. Leila Nagib



PARA A REALIZAÇÃO DO FILME

PROJETO DO DOCUMENTÁRIO “A VOZ DO GAGO”

POR MEIO DE CROWDFUNDING (financiamento colaborativo)

ARRECADA CONTRIBUIÇÕES



O documentário “A VOZ DO GAGO” visa ampliar e aprofundar o processo de discussão sobre o tema da gagueira no Brasil. DANIEL BARBOSA, idealizador do projeto - e profissional de cinema portador desse distúrbio de fala -,  somando esforços junto a outras pessoas com a mesma problemática, engajadas através de grupos terapêuticos ou em associações, pretende dar maior expressão a esse movimento cada dia mais crescente, defendendo uma maior inclusão do portador de gagueira em nossa sociedade.   

No Brasil, cerca de 1% da população sofre com esse distúrbio de fala e o assunto, até o momento, não tem recebido a atenção merecida, tendo em vista a infinidade de dificuldades que essa disfunção acarreta para os seus portadores. 

“A VOZ DO GAGO” – o primeiro documentário de longa duração a ser produzido no País - tem como objetivo romper esse silêncio ao abordar a problemática de frente, e com coragem, destruindo estigmas, desfazendo estereótipos, com a finalidade de provocar, sem temores, uma reflexão sobre o assunto. Como o próprio documentário propõe em seu título – o filme terá portadores de gagueira na direção e como protagonistas, além de depoimentos com  especialistas e familiares, dando, em especial, voz  própria ao gago, proporcionando-lhe a oportunidade de discorrer com calma, paciência, respeito e naturalidade sobre a sua problemática, as suas vivências, dificuldades, anseios, ansiedades, angústias, assim como as suas alegrias e superações. Do mesmo modo, também pretende abordar histórias de pessoas que não conseguem se superar marcadas pelas cicatrizes que se avolumam na alma, ao serem apontados, através de gracejos ou comentários maldosos e inconsequentes, como pessoas nervosas, tensas e desajustadas emocionalmente e, portando, de certo modo, excluídas de um convívio social mais abrangente.

Tendo em vista as dificuldades para a obtenção de patrocínio para projetos desta natureza – embora tentativas estejam sendo feitas - foi lançado  um crowdfunding (vaquinha virtual) com a finalidade de receber contribuições espontâneas para o filme, a título de cooperação, em troca  de algumas contrapartidas.

O site  http://avozdogago.com.br/ dá acesso a todas as  informações sobre o projeto (inclusive como contribuir), além de exibir uma pequena mostra do filme (em uma promo de cinco minutos), com depoimentos e abordagens importantes sobre a gagueira. 

Este projeto, portanto, é uma tentativa de realização e concretização de um antigo sonho: amainar as dificuldades e o sofrimento dos portadores de gagueira, de seus familiares e  mostrar um outro olhar  sobre a gagueira, alem de tirar muitas dúvidas sobre esse tema.
Muito obrigado. Daniel Barbosa.





--
Leila Nagib
Fonoaudiologa
CRFa 2807/RJ
Ambulatório de Fluência
Graduação em Fonoaudiologia-Faculdade de Medicina
Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fendas Fusiformes

Ficha de Anamnese e Avaliação de Voz

Disfonias Funcionais